Principais 22 Deduções Fiscais e Benefícios Fiscais para Lembrar em 2024 - Tudo AplicativosPrincipais 22 Deduções Fiscais e Benefícios Fiscais para Lembrar em 2024

Principais 22 Deduções Fiscais e Benefícios Fiscais para Lembrar em 2024

Anúncios

Principais 22 Deduções Fiscais e Benefícios Fiscais para Lembrar em 2024! A temporada de impostos está chegando e sei que muitos de nós já estão temendo a dor de cabeça de reunir documentos e formulários. Mas olhe pelo lado positivo – aproveitar as várias deduções e créditos fiscais pode colocar algum dinheiro extra no seu bolso!

Pense nisso como um jogo de “Quão Baixo Você Pode Ir?” com sua conta de imposto. Ao entender e reivindicar todas as deduções e créditos para os quais você se qualifica, você pode acabar pagando menos ao Tio Sam.

Anúncios

Neste guia, vou detalhar 22 deduções fiscais populares e benefícios fiscais que podem se aplicar à sua situação.

Principais 22 Deduções Fiscais e Benefícios Fiscais para Lembrar em 2024
Canva

Cartão Chase Sapphire Preferred

Desde deduções de contribuições para aposentadoria até deduções de custos de busca de emprego, vou cobrir uma ampla gama de potenciais economizadores de dinheiro. Alguns podem até te surpreender.

Anúncios

O Chase Sapphire Preferred é minha escolha principal para seu primeiro cartão de recompensas. Bônus de boas-vindas de 80.000 pontos que valem pelo menos US$ 1.000 quando usados para reservar viagens (após um gasto de US$ 4.000 em 3 meses) e outros ótimos benefícios que você pode aprender aqui.

  1. Crédito Tributário para Crianças (CTC)

O Crédito Tributário para Crianças (CTC) é um benefício fiscal projetado para ajudar famílias com os custos de criação de filhos. Se você tem uma criança qualificada com menos de 17 anos, pode ser elegível para reivindicar o CTC.

Para o ano fiscal de 2023 (impostos declarados em 2024), o CTC máximo é de US$ 2.000 por criança, com US$ 1.600 desse valor potencialmente sendo reembolsável. Isso significa que, se o seu CTC exceder a sua responsabilidade fiscal, você pode receber um reembolso pelo valor restante, até US$ 1.600 por criança.

O CTC está sujeito a limites de renda, e o valor que você pode reivindicar diminui à medida que sua renda aumenta.

  1. Crédito para Cuidados com Dependentes e Crianças (CDCC)

O Crédito para Cuidados com Dependentes e Crianças (CDCC) é projetado para ajudar a compensar os custos de despesas de cuidados para indivíduos qualificados, como crianças menores de 13 anos, um cônjuge que não pode cuidar de si mesmo ou outros dependentes.

Este crédito permite que você reivindique uma porcentagem de suas despesas elegíveis, até US$ 3.000 para um dependente ou US$ 6.000 para dois ou mais dependentes. A porcentagem varia de 20% a 35%, dependendo do seu nível de renda.

O CDCC é um valioso benefício fiscal para pais que trabalham ou para aqueles que cuidam de dependentes qualificados.

  1. Crédito de Adoção

O Crédito de Adoção é um crédito tributário não reembolsável que ajuda os contribuintes a cobrir uma parte das despesas qualificadas relacionadas à adoção de uma criança.

Para o ano fiscal de 2023, o crédito máximo é de US$ 15.950 por criança. No entanto, o crédito começa a ser reduzido para contribuintes com uma renda bruta ajustada modificada (MAGI) acima de US$ 279.230.

Este crédito pode proporcionar economias significativas de impostos para famílias que passam pelo processo de adoção, já que os custos associados à adoção podem ser substanciais.

  1. Crédito Tributário para Oportunidades Americanas (AOTC)

O Crédito Tributário para Oportunidades Americanas (AOTC) é um valioso benefício fiscal para estudantes elegíveis ou seus pais que pagam despesas educacionais qualificadas para os primeiros quatro anos de ensino superior.

O AOTC permite que você reivindique 100% dos primeiros US$ 2.000 gastos com mensalidades, taxas e materiais do curso, mais 25% dos próximos US$ 2.000, para um crédito máximo de US$ 2.500 por aluno por ano.

Até US$ 1.000 do AOTC são reembolsáveis, o que significa que você pode receber um reembolso mesmo se não dever nenhum imposto.

  1. Crédito Tributário para Aprendizado ao Longo da Vida

O Crédito Tributário para Aprendizado ao Longo da Vida é um crédito tributário projetado para ajudar a compensar os custos de ensino superior para contribuintes ou seus dependentes.

Ao contrário do AOTC, o Crédito para Aprendizado ao Longo da Vida pode ser reivindicado por um número ilimitado de anos e não se limita apenas à educação de graduação. Você pode reivindicar 20% de até US$ 10.000 em despesas educacionais qualificadas para um crédito máximo de US$ 2.000 por declaração de imposto.

Este crédito pode ser benéfico para pessoas que buscam desenvolvimento profissional ou estudos de pós-graduação.

  1. Dedução de Juros de Empréstimos Estudantis

Se você tem dívidas de empréstimos estudantis, pode ser capaz de deduzir uma parte dos juros pagos em seus empréstimos estudantis qualificados.

Para o ano fiscal de 2023 (impostos declarados em 2024), você pode deduzir até US$ 2.500 em j

uros de empréstimos estudantis, mesmo que não faça deduções detalhadas. Esta dedução está sujeita a limites de renda, e o valor que você pode deduzir diminui à medida que sua renda aumenta.

A dedução de juros de empréstimos estudantis pode proporcionar algum alívio se você estiver lutando com o peso da dívida de empréstimos estudantis.

  1. Dedução de Juros de Hipoteca

A Dedução de Juros de Hipoteca é um valioso benefício fiscal para proprietários de imóveis. Se você detalhar as deduções, pode deduzir os juros pagos em sua hipoteca para sua residência principal e uma segunda casa.

Há limites para a quantidade de dívida de hipoteca que se qualifica para a dedução, dependendo de quando você fez o empréstimo. Esta dedução pode tornar a compra de uma casa mais acessível, reduzindo sua renda tributável e, consequentemente, sua responsabilidade fiscal.

  1. Crédito Fiscal para Melhorias Residenciais de Eficiência Energética

O Crédito Fiscal para Melhorias Residenciais de Eficiência Energética é um incentivo fiscal que encoraja os proprietários a fazerem atualizações energéticas em suas casas.

Sob este crédito, você pode reivindicar uma porcentagem dos custos incorridos para melhorias qualificadas, como instalação de janelas eficientes em energia, portas, isolamento ou sistemas de aquecimento e refrigeração.

Para o ano fiscal de 2023 (impostos declarados em 2024), você pode reivindicar até US$ 3.200 em melhorias elegíveis. Este crédito não apenas ajuda a reduzir sua conta de impostos, mas também promove a conservação de energia e a sustentabilidade ambiental.

  1. Dedução de Imposto sobre Vendas/Propriedade Estadual e Local

Se você detalhar as deduções, pode deduzir uma parte dos impostos estaduais e locais pagos durante o ano fiscal. Isso inclui impostos de renda estaduais e locais ou impostos de vendas estaduais e locais, mas não ambos.

Além disso, você pode deduzir os impostos sobre imóveis em sua residência pessoal e em outras propriedades que possuir. No entanto, há um limite de US$ 10.000 (US$ 5.000 se você estiver casado e arquivar separadamente) no montante combinado dessas deduções.

Esta dedução pode proporcionar economias fiscais para contribuintes em áreas com altas taxas de impostos estaduais e locais.

  1. Crédito Tributário de Renda do Trabalho (EITC)

O Crédito Tributário de Renda do Trabalho (EITC) é um crédito tributário reembolsável que fornece assistência financeira a indivíduos e famílias de baixa e moderada renda. O valor do crédito varia dependendo do seu nível de renda e do número de crianças qualificadas que você tem.

Para o ano fiscal de 2023 (impostos declarados em 2024), o EITC máximo varia de US$ 600 para contribuintes sem filhos a US$ 7.430 para aqueles com três ou mais crianças qualificadas.

  1. Despesas de Escritório em Casa

Se você usar uma parte de sua casa exclusiva e regularmente para fins comerciais, pode ser capaz de deduzir certas despesas relacionadas ao uso desse espaço. Essas deduções podem incluir uma parte do juro da hipoteca, utilidades, seguro e outras despesas.

Para reivindicar a dedução de escritório em casa, você deve atender a requisitos específicos estabelecidos pelo IRS, como usar o espaço para seu comércio ou negócio e não usá-lo para fins pessoais.

  1. Despesas de Autônomo

Se você é autônomo, pode ser capaz de deduzir várias despesas relacionadas às operações do seu negócio. Essas deduções podem incluir despesas de escritório em casa, custos de publicidade, prêmios de seguro, taxas profissionais e outras despesas ordinárias e necessárias incorridas na administração do seu negócio.

Ao reduzir sua renda tributável por meio dessas deduções, você pode diminuir sua responsabilidade fiscal geral e melhorar a lucratividade de seu negócio.

  1. Dedução de Despesas Médicas

Se você detalhar as deduções, pode ser capaz de deduzir uma parte de suas despesas médicas não reembolsadas que excedam 7,5% de sua renda bruta ajustada (AGI).

Despesas médicas qualificadas incluem pagamentos por serviços de saúde, medicamentos prescritos, equipamentos médicos e outros custos médicos necessários.

Esta dedução pode proporcionar alívio para aqueles enfrentando contas médicas significativas, ajudando a compensar parte do ônus financeiro associado aos custos com saúde.

  1. **Contribuições para Conta de Pou

pança de Saúde (HSA)**

Se você tem um plano de seguro saúde com franquia alta, pode ser elegível para contribuir para uma Conta de Poupança de Saúde (HSA). As contribuições para uma HSA são dedutíveis do imposto, e os fundos na conta podem ser usados para pagar despesas médicas qualificadas sem impostos.

Além disso, qualquer juro ou ganho no saldo da HSA não está sujeito a impostos. Contribuir para uma HSA pode ser uma maneira valiosa de economizar para despesas médicas futuras enquanto desfruta de benefícios fiscais.

  1. Crédito para Poupadores

O Crédito para Poupadores, também conhecido como Crédito para Contribuições de Poupança para Aposentadoria, é um incentivo fiscal que incentiva indivíduos de baixa e moderada renda a economizar para aposentadoria.

Se você contribuir para um plano de aposentadoria qualificado, como um IRA, 401(k) ou 403(b), pode ser elegível para um crédito fiscal de até 50% de suas contribuições, dependendo do seu nível de renda.

O valor máximo do crédito é de US$ 2.000 (US$ 4.000 para arquivadores conjuntos). Este crédito pode ajudar a tornar a economia para a aposentadoria mais acessível e acessível se você tiver recursos limitados.

  1. Dedução para Contribuições de 401(k)

Se você contribuir para um plano de aposentadoria 401(k) tradicional por meio de seu empregador, essas contribuições são dedutíveis do imposto. Isso significa que o valor que você contribui é deduzido de sua renda tributável, reduzindo sua responsabilidade fiscal geral.

Para o ano fiscal de 2023 (impostos declarados em 2024), você pode contribuir com até US$ 22.500 (US$ 30.000 se tiver 50 anos ou mais) para um plano 401(k). Ao aproveitar esta dedução, você pode economizar para a aposentadoria enquanto desfruta de benefícios fiscais imediatos.

  1. Contribuições para Conta de Aposentadoria Individual (IRA)

Contribuições para um IRA tradicional geralmente são dedutíveis do imposto, sujeitas a certos limites de renda. Para o ano fiscal de 2023 (impostos declarados em 2024), você pode deduzir até US$ 6.500 (US$ 7.500 se tiver 50 anos ou mais) em contribuições de IRA de sua renda tributável.

Esta dedução pode ajudá-lo a economizar para a aposentadoria enquanto reduz sua responsabilidade fiscal atual. É importante observar que as contribuições para um IRA Roth não são dedutíveis do imposto, mas saques qualificados na aposentadoria são isentos de impostos.

  1. Crédito Fiscal para Veículos Elétricos

O Crédito Fiscal para Veículos Elétricos é um incentivo federal que promove a adoção de veículos ecologicamente corretos. Se você comprar um veículo elétrico qualificado (EV) durante o ano fiscal, pode ser elegível para um crédito tributário de até US$ 7.500.

O valor do crédito varia com base na capacidade da bateria do veículo e no volume de vendas do fabricante. Este crédito pode ajudar a compensar o custo inicial mais alto dos EVs e incentivar mais pessoas a adotar opções de transporte ecologicamente corretas.

  1. Crédito Fiscal Solar

O Crédito Fiscal Solar, também conhecido como Crédito Fiscal de Energia Limpa Residencial, é um incentivo fiscal para proprietários que instalam sistemas de energia solar em suas residências principais.

Para o ano fiscal de 2023 (impostos declarados em 2024), você pode reivindicar um crédito equivalente a 30% do custo de instalação de painéis solares, aquecedores solares de água ou outros equipamentos solares elegíveis.

  1. Deduções Fiscais para Contribuições Beneficentes

Se você detalhar as deduções, pode deduzir contribuições beneficentes qualificadas feitas a organizações elegíveis. Essas contribuições podem ser na forma de dinheiro, propriedade ou despesas incorridas enquanto voluntário.

O IRS permite que você deduza até 60% de sua renda bruta ajustada para contribuições em dinheiro e até 30% para contribuições de ativos apreciados.

Ao doar para causas beneficentes, você não apenas apoia organizações que estão alinhadas com seus valores, mas também reduz sua renda tributável e potencialmente diminui sua conta de impostos.

  1. Dedução de Perdas de Jogo

Os ganhos de jogo são considerados rendimentos tributáveis pelo IRS. No entanto, você pode compensar seus ganhos de jogo deduzindo suas perdas de jogo para o mesmo ano fiscal.

Para reivindicar esta dedução, você deve detalhar suas deduções, e suas perdas não podem exceder seus ganhos. É importante manter registros precisos de suas atividades de jogo, incluindo recibos, bilhetes e outras documentações, para apoiar suas perdas reivindicadas.

  1. Deduções Fiscais para Professores

Professores e outros educadores elegíveis podem deduzir até US$ 300 (US$ 600 para casais casados que arquivam juntos, se ambos forem educadores elegíveis) por despesas não reembolsadas relacionadas a materiais de sala de aula, livros e outros materiais educacionais.

Esta dedução está disponível mesmo se você não detalhar as deduções, tornando-a um benefício fiscal valioso para educadores que frequentemente têm despesas próprias para apoiar seus alunos.

Uma Análise dos Conceitos Básicos

O Que É uma Dedução Fiscal e Como as Deduções Funcionam?

Uma dedução fiscal é uma despesa que pode ser subtraída de sua renda tributável, reduzindo assim o valor do imposto que você deve. O Código de Receitas Internas fornece uma ampla gama de deduções fiscais que você pode reivindicar, cada uma com seu próprio conjunto de regras e critérios de elegibilidade.

Deduções padrão vs. deduções detalhadas

Quando se trata de reivindicar deduções

fiscais, você tem duas opções principais: a dedução padrão e as deduções detalhadas.

A dedução padrão é um valor fixo determinado pelo IRS que você pode subtrair de sua renda tributável sem a necessidade de documentação adicional. Para o ano fiscal de 2023, a dedução padrão é de US$ 12.950 para contribuintes solteiros e casados que arquivam separadamente, US$ 19.400 para chefes de família e US$ 25.900 para casais casados que arquivam conjuntamente.

As deduções detalhadas, por outro lado, exigem que você liste individualmente suas despesas qualificadas, como custos médicos, juros hipotecários, impostos estaduais e locais, despesas comerciais e contribuições de caridade. Você pode optar por detalhar suas deduções se o total das despesas qualificadas exceder a dedução padrão.

A escolha entre a dedução padrão e as deduções detalhadas depende de sua situação financeira e das despesas que você incorreu durante o ano fiscal. Se suas despesas qualificadas excederem a dedução padrão, é provável que você se beneficie mais ao detalhar suas deduções.

Benefícios Fiscais vs. Créditos Fiscais

Além de deduções fiscais, existem outros tipos de incentivos fiscais que podem ajudar a reduzir sua conta de impostos. Dois dos mais comuns são benefícios fiscais e créditos fiscais.

Os benefícios fiscais são isenções fiscais que reduzem sua renda tributável. Eles incluem coisas como a dedução padrão, deduções detalhadas, isenções pessoais e benefícios fiscais para dependentes. Os benefícios fiscais ajudam a reduzir sua responsabilidade fiscal, subtraindo diretamente da quantidade de renda tributável que você deve.

Os créditos fiscais, por outro lado, são dólares de redução de impostos diretos. Eles são aplicados diretamente ao valor do imposto que você deve. Os créditos fiscais são especialmente valiosos porque reduzem sua responsabilidade fiscal em dólar por dólar, em vez de apenas reduzir sua renda tributável.

Conclusão

A temporada de impostos pode ser uma época estressante do ano, mas entender as várias deduções fiscais e benefícios fiscais disponíveis pode ajudar a tornar o processo um pouco menos assustador. Ao aproveitar ao máximo esses incentivos fiscais, você pode reduzir sua conta de impostos e manter mais dinheiro no bolso.

Certifique-se de revisar cuidadosamente todas as deduções fiscais e benefícios fiscais para os quais você pode se qualificar, pois eles podem fazer uma grande diferença em quanto você deve ao Tio Sam. E, como sempre, se você tiver dúvidas ou precisar de orientação adicional sobre sua situação fiscal específica, é uma boa ideia consultar um profissional de impostos qualificado.

Com o planejamento adequado e a compreensão das complexidades do código fiscal, você pode navegar pela temporada de declaração de impostos com confiança e, esperançosamente, reivindicar algumas economias fiscais ao longo do caminho.